Domingo, 07 de Março de 2021 15:02
(82) 9 9820-6633
Política Só na pressão

Sob forte pressão e lobby, governo autoriza compra de vacinas da Índia e Rússia

Extratos de dispensa de licitação foram publicados neste sábado; fontes do governo apontam que pagamento ocorreria apenas mediante autorização de uso ou registro na Anvisa

20/02/2021 13h41
Por: Portal Noticiasdasuacidade.com Fonte: Terra
Sob forte pressão e lobby, governo autoriza compra de vacinas da Índia e Rússia

O Ministério da Saúde publicou neste sábado, 20, em edição extra do Diário Oficial da União, a dispensa de licitação para a compra das vacinas contra covid-19 Sputnik V e Covaxin. Os textos informam que as aquisições terão o custo de R$ 693,6 milhões para o imunizante da Rússia e de R$ 1,614 bilhão para a vacina indiana.

Na prática, isso autoriza a compra das vacinas, mas, de acordo com fontes do governo, o ministério colocou a condição de só realizar o pagamento se houver autorização de uso emergencial ou registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A dispensa de licitação foi autorizada pela Medida Provisória 1.026, que trouxe medidas excepcionais relativas à aquisição de vacinas, insumos, bens e serviços de logística destinados à vacinação contra o novo coronavírus. As publicações no DOU não especificam o volume de doses contratadas. Pelo cronograma do ministério, serão entregues a partir de março 20 milhões de doses da Covaxin e 10 milhões da Sputnik V.

O aval para a compra ocorre no momento em que o governo é pressionado para acelerar o ritmo da vacinação por causa da alta de internações pela covid-19. Além disso, o presidente Jair Bolsonaro quer reduzir a dependência da Coronavac na campanha de imunização, pois o produto é associado ao governador João Doria (PSDB), seu adversário político. Como mostrou o Estadão, auxiliares do presidente tratam a Sputnik V, por exemplo, como potencial "vacina de Bolsonaro", pela possibilidade de ela ser produzida em larga escala no Brasil.

Tanto a Sputnik V quanto a Covaxin, porém, nem sequer estão sob análise de uso emergencial na Anvisa. A agência ainda aguarda dados de segurança e eficácia para começar esta avaliação. O órgão chegou a devolver um pedido de uso emergencial da Sputnik V pela falta de informações básicas.

O laboratório União Química também pretende fabricar as doses da Sputnik V no Brasil, mas ainda não tem as certificações exigidas para isso. De acordo com fontes do governo federal, a preparação da fábrica para produzir este imunizante pode levar até seis meses.

A eficácia da Sputnik V é de 91,6%, segundo dados publicados na The Lancet. A Anvisa, porém, tem feito cobranças reiteradas à União Química para que o detalhamento destas informações, além daquelas que tratam de segurança do produto, sejam entregues.

A vacina da Índia está em uso emergencial no seu país de origem, mas tem dados de eficácia ainda desconhecidos. A Covaxin é fabricada pela Bharat Biotech, representada no Brasil pela Precisa Medicamentos.

Como revelou o Estadão, a Precisa tem como sócia a Global, uma firma que deve cerca de R$ 20 milhões ao Ministério da Saúde por medicamentos não entregues de uma compra feita pela pasta em 2017, durante a gestão do atual líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR). Em ação de improbidade, o Ministério Público Federal no DF afirma que Barros pressionou funcionários da pasta para favorecer esta empresa em contratos. O deputado nega a acusação.

Nos bastidores, auxiliares do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmavam que os contratos seriam fechados após o Congresso aprovar e o presidente Jair Bolsonaro sancionar a MP 1026, que autoriza o governo a firmar contratos mesmo antes do registro ou autorização de uso emergencial ser concedido pela Anvisa. Essa votação, porém, foi adiada na Câmara por causa da prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Arapiraca - AL
Atualizado às 14h42 - Fonte: Climatempo
35°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 36°

36° Sensação
3 km/h Vento
34% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (08/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 37°

Sol com algumas nuvens
Terça (09/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias