Complexo Multidisciplinar Tarcizo Freire
Polícia

Fernando Lustosa vai indiciar pai que agrediu bebê por homicídio duplamente qualificado

Segundo o delegado, acusado pode ser condenado a 30 anos de reclusão no Tribunal do Júri e os parentes poderão responder por omissão

07/12/2019 10h07
Por: Cláudio Roberto
Fonte: diarioarapiraca - Flaviana Costa
41

Na manhã desta sexta-feira (6), o repórter Mitchel Torquato, do Programa Show de Notícias, da Radio 96 Fm, conversou com o delegado Fernando Lustosa, titular do 52º Distrito Policial de Arapiraca, sobre a situação do acusado de agredir o próprio filho, um bebê de apenas um ano e um mês de vida, que acabou morrendo em decorrência da agressão na noite dessa quinta-feira (5).

Segundo o delegado Fernando Lustosa, a prisão em flagrante do acusado, identificado como José Fábio de Lima, de 25 anos, já foi convertida em prisão preventiva determinada pelo juiz da Comarca de Arapiraca. Diante da constatação do óbito da criança, o delegado Fernando Lustosa vai solicitar a certidão de óbito e o laudo cadavérico da vítima para indiciar o acusado.

“O pai da criança será indiciado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil, com agravante da asfixia. Provavelmente já na próxima semana, ele será transferido para o Sistema Prisional em Maceió, onde irá aguardar o julgamento”, declarou o delegado Lustosa.

Ainda de acordo com o delegado, algumas pessoas já foram ouvidas e outras ainda serão interrogadas no inquérito policial. “Estamos aguardando a volta da mãe da criança, que estava em Maceió acompanhando o filho no HGE, para que ela possa ser ouvida. Isso porque surgiram informações de que o pai teria agredido a criança outras vezes, óbvio que não com tanta intensidade como aconteceu agora, que resultou na morte do bebê”, explicou o delegado.

Os atendentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que fizeram o primeiro atendimento à vítima também serão ouvidos, segundo informou o delegado, já na próxima semana.

“De acordo com o código penal, o acusado pode ser condenado a 30 anos de reclusão no Tribunal do Júri, e se for confirmado que os parentes tinham conhecimento das agressões e não tomaram providências, como acessar o Conselho Tutelar, por exemplo, eles poderão responder por omissão”, ressaltou o delegado Lustosa.

Ele destacou que vai concluir esse inquérito policial e enviá-lo à Justiça, caso haja a necessidade de novas diligências, o Poder Judiciário irá solicitar através da Delegacia de Homicídios. “Esse crime causou consternação aqui na cidade de Arapiraca pela brutalidade. Sabemos que os pais têm o dever legal e moral de proteger seus filhos, crimes como esse nos trazem uma interrogação em relação a essa responsabilidade. O trabalho da polícia continua sendo feito sempre de forma objetiva e imparcial, e a justiça será feita. Crimes como esse não ficarão em pune, jamais!”, finalizou o delegado Fernando Lustosa.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Arapiraca - AL
Atualizado às 18h48
29°
Poucas nuvens Máxima: 36° - Mínima: 22°
32°

Sensação

19.8 km/h

Vento

64.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Esperança Para a Família
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Anúncio